PET4YOU

PET4YOU PÁJAROS FARMACIA SUPLEMENTOS AVIZOON COLINA CaP

AVIZOON COLINA CaP

Protector do fígado, com oligo-elementos, cálcio e fósforo.
2.69 €
AVIZOON COLINA CaP

100 CC

En stock

5.86 €

AVIZOON COLINA CaP

30 CC

En stock

2.69 €

COMPLEMENTO MINERAL, CORRECTOR DOS EXCESSOS DE GORDURA E PROTECTOR HEPÁTICO (P)
A alimentação habitual das aves em cativeiro apresenta dois defeitos principais: a um excesso de gorduras, há a juntar uma carência em minerais e, sobretudo, fósforo.

 

A maioria dos grãos distribuídos às aves são oleaginosos (nabo, papoila, niger ou semilha, cânhamo) que contêm entre 30 a 40% de gordura.

 

Com efeito, é preciso considerar que a ave, descascando o grão, deixa o invólucro (casca) para consumir apenas o interior onde se encontra toda a gordura. Um tal excesso, tolerável pelos pássaros que vivem no exterior e numa estação fria, é no entanto, muito grave para os que vivem no interior das habitações ou mesmo em recintos não aquecidos, onde a temperatura não desce abaixo dos 10º centigrados. As aves suportam mais ou menos bem esse excesso de gorduras que, no entanto, pode ser a causa de problemas graves e correntes: a hepatite, seguida de enterite.

 

A hepatite alimentar tem uma evolução lenta (2 a 3 ou 4 semanas) e, no princípio, a ave parece “embolada” por momentos e, depois, cada vez mais frequentemente.

 

Está constantemente no comedouro, mas desperdiça mais do que come na realidade.

 

O ventre encontra-se vermelho, muitas vezes inchado e a sua respiração pode ser penosa apesar de silenciosa.

 

O ventre vermelho é sinal de enterite com congestão do intestino. A respiração é afectada pelo fígado, que se encontra hipertrofiado (até 2 a 3 vezes o seu volume normal). Na autópsia, encontramos o fígado descorado, amarelado ou de cor mastique.

 

A hepatite tem um resultado fatal, salvo intervenção rápida no seu início; infelizmente, na maioria dos casos, perante estes sintomas, os amadores e muitas vezes até os criadores mais experientes começam por dar medicamentos (antibióticos, etc.) cuja acção é ainda pior.

 

A correcção do regime é possível e a COLINA Ca/p foi prevista para este efeito: o seu emprego dois dias por semana (ou 1 dia em cada 3), corrige os excessos de gordura e impede a acumulação desta no fígado. O seu emprego contínuo, no início de hepatites, permite, muitas vezes, travar a sua evolução.

 

A COLINA Ca/P não é um medicamento e, assim, não tem contra indicações.

 

A COLINA Ca/P contém, por outro lado, minerais, oligoelementos, cálcio (Ca) e, sobretudo, fósforo (P). O fósforo existe, com efeitos, nos grãos mas sob uma forma orgânica (ácido píctico) que não é utilizável pelas aves, para as quais um aporte de fósforo mineral é indispensável. Torna-se, pois, necessário fazer este aporte regularmente e a COLINA Ca/P, dada duas vezes por semana, realiza perfeitamente esta função.

COMPOSIÇÃO
Colina, Sorbitol, cálcio fósforo, oligoelementos (cobalto, zinco, manganês, sódio e cobre)

 

INDICAÇÕES
Hepatites por sobrecarga de gorduras e outros problemas de fígado, carências minerais, ossificação, etc.

 

MODO DE UTILIZAÇÃO
A COLINA Ca/P, como já referimos, não é um medicamento mas sim um complemento alimentar que, para animais como aves, será misturado no alimento. A forma líquida foi idealizada tendo em atenção a alimentação especial das granívoras, que não permite uma tal mistura.
O seu emprego deve ser regular e ao ritmo de dois dias não consecutivos por semana (1 em cada 3 ou 4 dias em média).
A COLINA Ca/P é adicionada à água do bebedouro na dose de 1 ml (20 a 25 gotas) em 60 cc de água doce para qualquer tipo de ave).
Isto corresponde sensivelmente a duas colheres de sopa bem cheias de COLINA Ca/P por um litro de água.

 

APRESENTAÇÃO
Frascos conta-gotas de 30 cc e embalagens de 100 cc.
Os nosso produtos podem ser utilizados nas seguistes aves: Canários, Periquitos, Papagaios, Exóticos, Pombos, Faisões e outras.
PESOS MÉDIOS DE ALGUMAS AVES: CONSUMOS DIÁRIOS APROXIMADOS
CANÁRIOS _ 15 a 40 g CANÁRIOS _ Água: 1 a 3 cc
PERIQUITOS _ 20 a 60 g _ Sementes: 2 a 20 g
PAPAGAIOS _ 400 a 600 g
POMBOS: LIGEIROS _ 250 a 300 g POMBOS: _ Água: 45 a 50 ml
MÉDIOS _ 450 a 500 g _ Sementes: 1/10 do peso ou 20 a 100 g/dia
PESADOS _ Até 1000 g
EQUIVALÊNCIAS
1 colher de chá = ± 3cc = 60 gotas = ± 5 gramas de pó. | 1 colher de sopa = ± 9cc = 180 gotas = ± 15 gramas de pó. | 1 ml = 1 cc = 20 gotas.

 

OBSERVAÇÕES
Quando tratar de uma ave suspeita de doença, deve separá-la, sempre que possível, de todas as outras, durante o período de tratamento até ao
seu completo restabelecimento, desinfectando-se o alojamento com VIRUDINE ou VIRKON S .
De Inverno as aves bebem menos, devendo pois aumentar-se ligeiramente as doses na água. Se por exemplo estivermos a dar 2 cc de um
produto no Verão, no Inverno deve aumentar-se para 3 cc.

Opiniones de los usuarios 

No hay opiniones para este producto.
Se el primero en escribir una opinión... Por favor, regístrese para escribir una opinión.

Clientes que han comprado este producto también han comprado...

Page   1 of 0  

Buscar

MI CUENTA






Recordar Contraseña?
Recordar Usuario?
No se ha registrado aún? Registrarse

Mostrar Pedido

MARCAS




Newsletter


Gatos
Hurones
Pájaros
Palomas
Peces
Perros
Reptiles
Roedores